PALAVRAS AO VENTO: TURBILHÃO

15:33


Hello meus amores! Tudo bem com vocês?
Faz tanto tempo que não apareço por aqui e me sinto mal por isso. Tenho passado exatamente por um turbilhão — como no título  mas não vim falar de coisas tristes, não vim descarregar nada que não seja produtivo, nada que não te faça pensar na vida e no mundo de alguma forma. O que pensar? O que fazer para um amanhã melhor? Não sei, mas talvez você saiba e eu quero que você pense sobre isso e sobre você mesmo. Estas palavras são apenas meu coração querendo decifrar em códigos o que eu vejo e o que eu sinto. Espero que goste. 


Turbilhão
por Carol Kiss

me sinto cansada por fora
enxergo um turbilhão por dentro.
as coisas ruins vem e voltam na minha cabeça,
mas ainda não entendo como consigo sorrir.
imagino a morte por alguns minutos
em outros sonhos vejo um lugar bom e amoroso.

o que é o amor nesses tempos de agora?
eu me amo? não, eu te amo!
e nada disso importa no final.
morremos sozinhos, mas vivemos
a dois,
a três,
dez,
depende do que achar melhor.

e o que eu acho?
não tenho certeza
só tenho clareza
que o mundo é esse lugar
onde tudo e todos
vivem em busca do amar

saiba que nada do que se diz é verdade
porém, nem tudo pode ser mentira
o real, pode deixar de ser
mas o que se sente é grandeza
explosão
e só deixe que vá embora quando chegar a hora
por enquanto, ame como se não houvesse amanhã
e se existir, 
ame como se não houvesse amanhã

Posts Relacionados

0 Respostas

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook