UM FILME QUE FARÁ VOCÊ REPENSAR SOBRE ANOREXIA

17:46


Para quem se interessou pelo assunto abordado no título envolvendo Anorexia, uma temática polêmica que a mídia tende a descartar, então você se encontra no lugar certo para poder ser a ajuda que alguém precisa ou ajudar a se entender melhor, consigo mesma e com o seu corpo.

Nada melhor do que começar a falar de um transtorno do que citando o seu real significado: Anorexia é a redução ou perda do apetite, que resulta em uma extrema magreza do indivíduo, causada por distúrbios psicológicos em que a pessoa afetada, mesmo sendo magra, se vê gorda e, desejando emagrecer ainda mais, cria inapetência alimentar, resultando consequentemente em redução do peso corpóreo.
Em tempos de virar moda entrar na academia, querer ser magra(o) já é um assunto global em rodas de conversa. Fazer uma lipo aqui e outra ali, correr 10km por dia, ficar 5 horas diárias na academia e ainda assim se achar gordo(a) com um peso menor que 60 kilos (ou mais) e ainda parar de comer pois essa é a "dieta do momento" pode ser um sinal psicológico de que você encontra-se em um distúrbio, mais conhecido como anorexia. Para algumas pessoas, controlar a alimentação e o peso pode ser uma maneira de controlar áreas da sua vida que parecem fora de controle, para outras, a sua autoimagem pode vir a definir a sua autoestima. A anorexia também pode ser uma forma de expressar emoções que podem parecer complexas ou assustadoras demais como tristeza, estresse ou ansiedade.




Com base na minha pesquisa sobre o assunto, me deparei com um filme que mostra exatamente como funciona a vida de uma pessoa que já se encontra em uma fase mais avançada desse distúrbio, o filme se chama O MÍNIMO PARA VIVER, com a atriz Lily Collins protagonizando a Ellen (com um pseudônimo de Eli - em português Elai), uma jovem de 20 anos sem nenhuma perspectiva após um trágico acidente envolvendo os seus desenhos postados no Tumblr, que após passar por quatro tratamentos para se livrar da doença e ter uma vida saudável, ela se encontra sem esperanças, até que sua madrasta encontra um médico, Dr. William Beckham (Keanu Reeves) não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida. Enquanto acredita ter a situação do seu corpo sob controle, sua família extremamente problemática não sabe mais o que fazer pra tirá-la dessa situação. Mesmo assim, não é nada fácil… e a tentativa de melhora tem muitos altos e baixos.




As organizações de saúde mental não aprovaram a produção, por mostrar métodos para perda de peso e e cenas de corpos magros com ossos proeminentes ao retratar a vida dos protagonistas.
E aí surge aquela pergunta, 
uma pessoa que sofre ou já sofreu com anorexia pode ter sua situação agravada depois de assistir ao longa?Diante disso, Lily Collins defendeu o projeto durante entrevista para o Digital Spy, pois acredita que a resposta foi positiva. Inclusive, a atriz confessou que sofreu de um distúrbio alimentar no passado, mas escolheu perder peso para o papel. "Já estou satisfeita por ter uma conversa sobre o assunto. Muitos jovens vieram a público contar suas histórias e realmente aprecio que o filme mostra diferentes tipos de sofrimentos, como cada jornada é diferente e como a recuperação é possível. Todo mundo tem direito à sua opinião e estou muito orgulhosa do que fizemos."

Lily também contou como é importante desglorificar os "corpos perfeitos" que buscam nas atrizes de Hollywood. "Mais pessoas estão falando sobre o assunto e há maior foco na longevidade das carreiras, ao invés de focar nos looks. Eu busco histórias sobre mulheres incríveis por seus atos e conquistas, não pelo visual."



Com a Netflix se especializando em vir a público com fatos polêmicos como suicídio na série 13 Reasons Why e também no filme The Discovery; a situação da indústria alimentícia em Okja e em O Mínimo Para Viver com o tabu anorexia. percebemos o quanto os assuntos polêmicos devem vir a tona e mostrar que não estão aqui por acaso, devem ser falados, ouvidos e, principalmente, ajudados! 

  
Por esse motivo resolvi trazer um infográfico trazendo curiosidades e informação sobre os transtornos alimentares.
Anorexia Infografico

Homem, Mulher, Menino, Menina, vocês são maravilhosos do jeito que são! Nunca se deixem levar pela ideia de outras pessoas, o que importa primeiramente na sua vida é você! Se sinta bem da forma que você é, com o corpo que você têm! Uma mente sã é um coração limpo, então façam o que puderem para sorrir todos os dias, encontrarem pessoas boas, sorrir para as pessoas que não querem nos ver sorrindo. Faça o que te faz feliz, e quando achar que não conseguirá ser feliz sozinho, lembre-se "confie em si mesmo e seja o seu próprio final feliz"! Porém, quando não conseguir mais caminhar com as próprias pernas, não tenha medo de pedir ajuda, peça ajuda!

Mesmo que você já esteja vivendo com essa doença há muitos anos. A caminhada em busca da recuperação pode ser longa e desafiadora, porém com a equipe certa dando suporte e um alto nível de comprometimento é possível sim você passar por isso! 
Saiba que você não está sozinho e que alguém ama você!
Beijinhos!
 *Este post foi feito com bases em pesquisas e com base no filme O mínimo para viver, sem motivos de incentivar ou tratar uma pessoa com anorexia. Qualquer ajuda oferecida aqui é apenas uma consequência de palavras, sem nenhuma responsabilidade!

Posts Relacionados

0 Respostas

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook