EU ESCOLHI CINEMA

17:14


Hello meus amores, como vocês estão?
Não sei como começar este post sem dizer que ele foi algo inusitado e novo pra mim, talvez pra vocês também sejam. Quando estamos no terceiro ano do Ensino Médio, logo vemos a constante pergunta de nossos pais: E aí, vai fazer o quê? Mas digamos que com você não seja assim, já nasceu com um dom ou simplesmente o curso ou a área te escolheu? O que fazer nessas horas? Mas vamos pensar em outra coisa. E se seu curso fosse algo que seus pais não iriam aprovar por ser fora dos padrões da sociedade. Você arriscaria ir contra as pessoas que mais ama para ser feliz? Quando eu tinha 10 anos eu já havia descoberto o que eu queria fazer da minha vida, e absolutamente é: CINEMA.
Cinema é um curso que a cultura brasileira despreza e não admira, gostam de ver o filme prontinho no cinema ou na Netflix, mas nunca se pergunta de quem foi a ideia de montá-lo e escrevê-lo daquela forma, e é isso que eu quero. 
Já escutei muito que isso nunca me daria futuro, que moraria debaixo da ponte assim que me formasse. Mas isso nunca me atingiu, sempre tive apoio da minha mãe e da minha vó e era isso que eu precisava para nunca desistir de um dos maiores sonhos da minha vida, fazer faculdade, trabalhar com algo que eu amo.
Talvez seja por isso que quis fazer este post hoje, pois quero que saiba que estou com você, assim como a minha família está comigo. Comecei a escrever sobre isso, pois existem pessoas na dúvida se devem ou não cursar cinema e agora te darei os motivos para escolher se o apego pelo curso é maior ou não. Vem conferir!  

  

Vale a Pena cursar cinema?

Sem dúvida alguma essa é uma das questões mais presentes entre todos os candidatos a cineastas do futuro. Afinal, vale a pena fazer faculdade de cinema?
Com a internet o nível de compartilhamento de conhecimento sobre cinema e produção audiovisual aumentou consideravelmente e com a criação de sites como o famoso NoFilmSchool (quase um grito ao movimento “sem universidade”) a questão sobre a importância ou não da faculdade de cinema tem se mantido como uma das mais recorrentes para jovens ou mesmos profissionais da área que ainda não possuem uma graduação.Como tudo na vida não há um caminho certo ou errado a ser traçado, mas há alguns pontos ou motivos para sua escolha que podem prejudicar ou atrasar tanto o seu desenvolvimento profissional quanto pessoal como artista, pois estes são pontos que você só nota com o tempo e experiência. 

Deixe seu ego em casa

Ao contrário do que muita gente de fora pensa, ego e cinema são coisas que não funcionam nada bem em conjunto. Quando queremos ser artistas e contadores de histórias, nos fecharmos a qualquer conhecimento ou inspiração que possa nos atingir é quase como um suicídio lento, achar que uma faculdade de cinema acrescenta pouco ao seu conhecimento é como achar que saber fazer um carrinho de rolimã te torna apto a projetar um carro de fórmula um. É incrível como essa linha de pensamento está sempre presente em fóruns sobre estudar cinema, você pode ter vários motivos para não poder ou querer cursar uma faculdade de cinema no momento, mas se um dos principais é achar que seus colegas e professores não podem acrescentar muita coisa, talvez seja hora de repensar sua abordagem enquanto artista, pois seu ego pode estar matando várias oportunidades.

Faculdade não te garante nada

Isso é fato, possuir um diploma na área de cinema não irá garantir absolutamente nada a você, mas convenhamos, nenhuma coisa no mundo te garante algo na área de cinema, você pode ser ótimo na sua função e ter anos de experiência, mas pode não ter os contatos certos para alguns trabalhos, a combinação de variáveis para ser tornar um profissional reconhecido na área é tão variada e inexata que nada pode te dar certeza de trabalho o tempo o todo. No entanto uma boa universidade irá te oferecer a oportunidade de crescimento intelectual e pessoal, além da criação de uma rede de contatos única (só na sua sala serão cerca de trinta pessoas tentando entrar na mesma área que você) e com o tempo você vai aprendendo que em cinema o fato de ser lembrado e conhecer pessoas é uma das principais formas de conseguir oportunidades durante toda sua carreira. Portanto faculdade não garante nada mesmo, mas ajuda em muitos aspectos.


Cinema: Curso, Mercado e Onde Estudar

A carreira em Cinema
O profissional formado em Cinema é geralmente conhecido como cineasta, mas também pode receber o nome de realizador audiovisual. O aluno que se forma em Cinema tem uma ampla área de exploração, uma vez que a profissão o permite atuar em diferentes frentes.O cineasta pode trabalhar em produções como filmes de animação, desenhos e filmes publicitários, contribuindo para a roteirização, criação dos personagens, direção, etc.Na parte mais operacional da profissão, o profissional formado em cinema pode trabalhar com a captação e edição de som, escolhendo os equipamentos adequados de acordo com o local de gravação. Além de trabalhar com som e imagem, o cineasta pode realizar a continuidade de cenas, garantindo que ao retomar a gravação de uma cena, sejam mantidos os mesmos detalhes de figurino, peças e acessórios, maquiagem, posicionamento de câmera e outros. No aspecto de planejamento e gerenciamento, o cineasta pode trabalhar como diretor ou diretor de arte. O diretor, ou diretor geral, é quem controla a execução de um projeto, aprovando o roteiro, escolhendo o elenco, definindo iluminação e editando as cenas. Já a direção de arte trabalha nos aspectos visuais do projeto, como cores, cenários, figurinos e outros.O profissional formado em cinema atua também na fotografia, planejando a iluminação das cenas e os cenários adequados. Determinar a ordem das cenas, captar recursos necessários para gravações e a criação ou adaptação de histórias também são trabalhos realizados por um cineasta.
Perfil do profissional formado em Cinemacriatividade é sem dúvida a maior característica do profissional formado em Cinema. O gosto pela Arte de modo geral ajuda o cineasta a planejar roteiros, cenários, etc.É interessante que este profissional conheça as diferentes tecnologias relacionadas à produção audiovisual, e esteja sempre atualizado quanto às novas tendências no setor.

Mercado de trabalho para quem faz CinemaQuando pensamos no mercado de trabalho para cineasta logo lembramos da produção de filmes para as telonas do Cinema. Porém, é na TV que este profissional encontra as melhores oportunidades de emprego.
Os canais de televisão, sejam de rede aberta ou fechada, contratam profissionais formados em Cinema para atuarem na produção de propagandas, programas, reportagens, documentários, novelas, humorísticos e seriados, entre outros.Outro setor que está em alta é a produção de vídeos corporativos. Nessa área, o cineasta atua  na roteirização, filmagem e edição, produção e finalização de vídeos ou filmes de curta duração para a exposição da imagem de uma determinada empresa.

Sobre o curso superior em CinemaAinda são poucas as instituições de ensino superior que oferecem a graduação em Cinema. A maior parte dos cursos oferece apenas a habilitação de bacharelado, mas também é possível encontrar cursos de licenciatura em Cinema. A duração média do curso é de quatro anos.
O objetivo da faculdade é capacitar profissionais para a realização de produções cinematográficas de diferentes gêneros e formatos. Além da tradicional produção de longa-metragem, o estudante de Cinema aprende sobre a teoria, prática, roteirização e crítica cinematográficas para os mais diversos tipos de mídias contemporâneas. O curso alia disciplinas teóricas com atividades práticas durante as quais o aluno tem a oportunidade, ainda na faculdade, de realizar suas primeiras produções audiovisuais.

Onde estudar Cinema

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Cinema:Universidade Estácio de Sá (UNESA) Centro Universitário Una (UNA)Universidade Potiguar (UNP)Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)Universidade Anhembi Morumbi (UAM)


Fazer ou não fazer cinema?

Foi-se o tempo em que o cineasta autodidata era uma figura unânime nos sets de filmagens. Como muitas profissões, aquelas relacionadas ao audiovisual deixaram o romantismo e entraram no academicismo, até por causa da mudança de ritmo e de estrutura do setor, que, nas últimas duas décadas, principalmente, passou do artesanal para o industrial. A audiência (e bilheteria) retumbante de um bom número de produções nacionais, cada vez mais consolidada na casa dos 2 milhões de espectadores por filme, é uma prova disso.Assim uma importante etapa na carreira de um diretor ou roteirista passou a ser a sua formação acadêmica. Não à toa o governo federal implementou o Pronatec Audiovisual, programa de capacitação que irá oferecer 5 mil bolsas de estudo a pessoas e profissionais interessados em se atualizar e melhorar seus conhecimentos na área (leia mais aqui  http://www.ancine.gov.br/sala-imprensa/noticias/pronatec-audiovisual-oferecer-cursos-gratuitos-para-profissionais-do-setor).No entanto, apesar de achar que o tempo do autodidatismo não passou por completo, o cineasta e atual diretor-presidente da Academia Brasileira de Cinema (ABC), Roberto de Farias, acredita que “é importante cursar uma faculdade de cinema e quanto mais cursos técnicos, melhor”.Seu colega na diretoria da ABC, o vice-presidente Jorge Peregrino, que por 25 anos trabalhou em uma das maiores distribuidoras (e estúdios) de cinema do mundo, a Paramount, também concorda. “Fora o talento natural, que um cineasta deve ter, qualquer tipo de curso que ajude a desenvolver é aconselhável.”
No país, além dos cursos universitários de cinema e de rádio e TV, uma série de cursos de curta e média duração, profissionalizante (técnico) ou de extensão e/ou especialização tem sido oferecida. 

Depositphotos_73314465_original

Siga o que você acredita

Apesar do clima de autoajuda esse é um dos clichês mais verdadeiros para se dar bem em qualquer área, se você acredita que é melhor seguir fazendo assistências desde a adolescência até conseguir se estabilizar um pouco na área, então faça isso. Apenas tente evitar decisões baseadas no ego. Por maior que seja sua evolução em poucos anos, saiba sempre que há pessoas por aí que tem mais anos de set do que você tem de idade e que há professores nas universidades que já eram doutores antes mesmo de você colocar os pés neste planeta.Lembre-se sempre que cinema é uma área de muito trabalho e resiliência e que o fato dos seus filmes autorais serem bem ruins no começo não quer dizer que você não tenha talento, cinema é uma arte extremamente técnica e o processo entre passar o que você tem em mente para imagens condizentes com isso pode levar anos de muita prática e falhas grotescas, é assim que todos nós crescemos, estudando e praticando.
Este texto teve ajuda de: Tela Brasil, Cinematográfico e Guia da Carreira

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco sobre a área cinematográfica. Que quem esteja na dúvida tenha conseguido tirá-las e finalmente ajudado na escolha de vocês. Estou bastante ansiosa para seguir esta carreira, espero que estejam junto comigo nesta jornada.
Beijinhos e até a próxima!

Posts Relacionados

0 Respostas

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook