Meu menino

16:54


16 de junho
Para: meu menino

Ei, fico feliz por poder conversar com você de novo, é um prazer revê-lo, esse é um bom começo, eu acho...
Faz algum tempo que terminamos, e cismo em dizer ao meu coração para deixá-lo, finalmente deixar você ir, mas ele assim como meus sonhos mostram que essa possibilidade não existe para nós (se é que ainda tenho direito de falar assim). Acredito que nosso fim não é esse, porquê não volta logo para começarmos novamente? Volta agora meu amor...
Podemos ter errado um com o outro várias vezes, escondemos coisas, ainda somos um segredo e por isso nos ferimos, as vezes parecia que nosso maior problema era o meu coração, que nunca batia tão forte quanto o seu, fazendo-o entender que eu não amava você, mas estava enganado ao meu respeito, espero que saiba disso e que não seja novidade a esta altura descobrir meus sentimentos. Nunca fui boa de demonstrar o que eu sinto, principalmente em questão de amor, sempre fiquei com medo de me apaixonar e acabar como as meninas dos filmes da minha prateleira, chorando pelo mocinho da história. Mas, não somos personagens de nenhum filme barato da sessão da tarde, sempre nos encontramos como personagens de um filme real que todos tendiam a acompanhar, mas como bons velhinhos adormeciam na melhor parte, assim, esse filme permanecia privado em alguns momentos que só os principais atores poderiam ter acesso. 
Neste exato momento passa a nossa história pela minha cabeça, com garantia de um trilha sonora que aposto que gostaria de ouvir, se estivesse aqui eu esperaria você me estender a sua mão e me pedisse para dançar, onde me rodaria por cada canto, até que nos perdêssemos um no outro e então nada mais importaria, ninguém mais existiria, seria apenas eu, você e o mundo inteiro reservado para o nosso amor. Mas nessa hora percebemos o real motivo de nada disso acontecer, você não serve para ser meu príncipe com um cavalo branco ou um fusca verde claro, você é apenas mais um menino que curte Star Wars e entrou na minha vida em busca de me ver bem, porém, me fazendo mal. 
Você significa tanto pra mim que não sei exatamente porque não estamos juntos agora, não existe um motivo concreto para esse término, foi involuntário e sem consciência, havia raiva e ódio, estávamos cansados de algo que até agora não sabemos exatamente o que é, não foi somente a minha família ou a sua, não foi uma briga e nem minha indiferença pelos meus problemas, foi apenas um até mais, sem chances de haver um 'olá, vamos nos acertar e conversar'.
Meu real motivo de começar essa carta nada mais é do que manter um contato com você, mesmo você não sabendo que isso existe, mesmo acreditando que estou feliz e sorrindo por todos os cantos enquanto choro por dentro, mesmo aceitando que eu te superei ela vai continuar aqui, juntamente com todas as cartas não entregues e é isso que importa. Não é um adeus, possivelmente haverá outra amanhã e depois de amanhã e depois depois de amanhã e assim por diante até que eu decida que você deve realmente ir pra longe da minha mentalidade. Então, até logo meu menino.
Com amor,
Da Garota dos olhos castanhos.

Posts Relacionados

0 Respostas

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook