Resenha: Belle - Lesley Pearse

14:20





Nome: Belle
Subtítulo: É preciso ter coragem para perder a inocência.
Autor(a): Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 560
Nota: 10
Sinopse: Londres, 1910. Belle, de 15 anos, viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã. A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? Autora # 1 bet-seller, Lesley Pearse criou em Belle a heroína de nossos tempos: uma mulher forte que luta por seus direitos em um mundo perigoso.
_________________

Belle Cooper tem 15 anos e diz ser muito esperta nas áreas de geografia, história e inglês. Mora em um dos cortiços nos arredores de Londres, Seven Dials  e sonha em ter uma loja de chapéus, ter filhos e se casar.
A vida de Belle de repente muda com a chegada de Jimmy Reilly, um garoto simpático 
que acaba de perder a mãe e mudou para a casa do seu tio Garth Franklin, dono do bar Ram's Head. Jimmy e Belle se tornaram amigos rapidamente e um pequeno romance inocente os envolve. Na volta para a casa Belle começou a pensar bastante no que Jimmy disse: " Você deve ser uma prostituta. Você vive num bordel!" pois ela sabia que a Casa de Annie — sua mãe — era um lugar onde os cavalheiros bebiam e conversavam durante a noite com as outras meninas da casa, mas o que acontecia da sala para o andar de cima ela não tinha a mínima ideia. A palavra prostituta ela já havia ouvido antes, mas assim como a palavra bordel ela não sabia o significado. E com isso ela descobre da pior maneira possível, testemunhando acidentalmente o assassinato de Millie — uma das prostitutas da casa — durante o ato sexual e fica apavorada por ver tudo aquilo estando de baixo da cama. Sem pensar duas vezes ela sai correndo do quarto sem saber se Kent — o assassino  tinha visto ela.
Agora, assusta e com medo Belle sabe a verdade sobre o que acontece realmente na casa e fica com vergonha de si mesma pois sempre ao andar pelas ruas do cortiço ela se imaginava como sendo importante, tento uma das melhores casas da região e que poderia abrir sua chapelaria com orgulho, mas seus sonhos foram arruinados e ela não sabia que podia e ia ficar pior.
Kent então dá um jeito de sequestrar Belle e vendê-la para um bordel na França. Assim que chegou na França, sem amigos e sem falar a língua ela passou a ser disputada pelos homens que estão dispostos a pagar o maior dos preços para passar algumas horas com Belle durante a noite. Depois de ser abusada sexualmente por cinco pedófilos ela fica muito doente e é mandada a uma casa de repouso onde conhece Lisette, uma adorável
enfermeira e mãe que criou um carinho imenso pela menina. Passado algumas semanas Etienne Carrera entra na sua vida, um galanteador que acaba se afeiçoando por ela e ela por ele. Com todo o sofrimento que passou em Paris Etienne era o homem que a levaria a outro bordel porém na America, New Orleans, onde ela saberia a língua e poderia se defender e conversar com as pessoas e principalmente seus novos clientes. O bordel de Madame Martha era glamuroso o melhor de toda a French Quarter (Quartel Francês). Belle finalmente aceita esse "trabalho" e tenta ao máximo tirar proveito dele, sendo assim, procura achar um homem rico, com que ela possa vir se "apaixonar" e se tornar amante dele, para que assim possa sair dali. Belle se torna a preferida da casa, o que causa a inveja de muitas meninas, mas ela não se importava com isso pois tinha um plano.
Quando seu plano começa a funcionar, Belle começa a trabalhar em uma loja confeccionando chapéus junto com a Senhorita Frank até que seu amante falece e ela larga tudo e volta para Paris. (Quem diria, voltar para onde tudo começou?) Então ela teve de continuar seu trabalho de prostitua aliada por Monsieur Pascal um concierge hipócrita que trabalha no Hôtel Ritz, enquanto Pascal trabalhava em um dos melhores hotéis de Paris, Belle por outro lado estava hospedada no Hotel Mirabeau um lugar barato porém limpo, organizado e aconchegante onde Belle só ia para comer, dormir e claro, desenhar chapéus. 
Belle usa sua inteligencia, força e charme para assim poder voltar ao seu país, mas como a vida dela nunca foi nem um pouco segura, ela volta a correr sérios riscos, mas por sua vez Etienne volta para salvá-la a tempo.
Para completar, vemos que de um lado (este em que falei) existe uma menina que perdeu a inocência, a família, se sujeitou a muitas coisas cruéis. Mas por outro lado (o que deixei como surpresa para vocês) vemos a angustia das pessoas que estão a sua procura.

" Quem lê o livro e se põe na pele de Belle, se sente aterrorizado pelo que ela passa, uma menina que não entendia nada sobre a malícia e a imundice humana e se vê sendo abusada e forçada a ser tornar uma prostituta."


Recomendo a todos que não têm preconceito nem receio de cenas fortes que leiam o livro. Mas não se engane pensando que este livro só mostra desgraça na vida de uma pobre menina pois não é, como ele também não é um conto da Disney. Ele é um livro reflexivo, denso e terno, com uma ótima narrativa e uma excelente história. Mas não desistam da leitura por ele ser gordinho pois quando você vê já está no último capítulo, ele não é uma leitura fácil, mas também não é cansativo, vou confessar que fiquei 5 dias lendo ele, por ser um livro cheios de altos e baixos eu realmente não conseguia aguentar tanta informação de uma vez só. Ás vezes eu parava de ler e pensava "respira, tudo vai melhorar", e isso acontecia por me por como se eu fosse realmente a Belle, ver como ela e pensar como ela.

Confesso que me decepcionei com o final, mas existe uma continuação para acalmar nossos corações.
A autora mostra o lado bom e ruim, de uma forma que confesso, irá te chocar profundamente, mas irá te deixar ver um lado que a gente não vê, o lado humano. Ele conta com diversos assuntos polêmicos até hoje, mas também conta com assuntos que já conhecemos como o amor e a falta dele, lendo Belle conseguimos perceber que a coragem e esperança é o maior luxo que alguém como Belle poderia ter. A autora também mostra que os personagens secundários têm participações esporádicas, mas importantes, sendo eles todos bem desenvolvidos e com suas características marcantes.


Se já leu deixe seu comentário sobre a resenha e o que achou do livro, se ainda não leu deixe seu impacto mesmo assim.
Beijocas e até a próxima.





Posts Relacionados

6 Respostas

  1. Nossa que livro em, gostei muito da sinopse e da sua resenha, com certeza um livro forte que mostra os dois lados da moeda de forma nua e crua.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Eliz Almeida, ele é um livro intenso e que provoca uma montanha russa de emoções, vale super a pena a leitura. Espero que através da resenha tenha se interessado por ele ou não né. :p
      Mesmo assim, fico muito feliz que tenha gostado da resenha. Beijão.

      Excluir
  2. Eu amei esse livro e a resenha está ótima <3 já quero pra mim <3

    BLOG: seteprimavera.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha, caso leia o livro conta pra mim o que achou, beijão linda!

      Excluir
  3. Carol Parabéns gostei muito dessa resenha, está muito boa
    Igor Souza

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook