Resenha: Rainha de Copas

13:09

 Informações gerais:

Título: Rainha de Copas

Autora: Colleen Oakes
Editora: Universo dos livros.
Nº de páginas: 216
Nota: 8 (de 0 a 10)

Contracapa:
" Nem todo conto de fadas tem um final feliz...
  Como princesa do País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim. São muitos chás, tortas e uma série de humilhações causadas pelo Rei de Copas, seu pai. O momento mais esperado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, o futuro Cavalheiro de Copas - e o amor de sua vida.
  Quando a coroação de Dinah se aproxima, uma sequência de eventos sangrentos sugere que algo errado está acontecendo nos extravagantes salões do palácio. A princesa terá de desvendar esses mistérios antes que ela perca a cabeça para um inimigo sagaz.
   Personagens conhecidos como o Gato de Cheshire, o Coelho Branco e o Chapeleiro Maluco fazem parte da narrativa que encantará os leitores com uma nova perspectiva do País das Maravilhas, criado por Lewis Carroll."

Autora
Colleen Oakes é a autora das séries Rainha de Copas e Elly in Bloom. Possui bacharel na área de Artes e em Escrita Criativa pela Concordia College, em Bronxville, Nova York. Associada de honra da organização sem fins lucrativos Rocky Moutain Fiction Writers, Colleen mora em Denver com seu marido e filho, onde ela gosta de ler, nadar e blogas.

Resenha
    Essa é uma história clássica sobre o País das Maravilhas que podemos dizer que não é considerado tão maravilhoso assim aos olhos da Princesa de Copas.
    Neste livro conta a história da Princesa de Copas desde sua adolescência até quase se tornar Rainha.
    A história começa com Dinah - a Princesa de Copas - tendo 15 anos e indo ao grande salão junto com todas as pessoas importantes da Realeza para que o Rei de Copas pudesse falar sobre a traição que ele havia feito contra a Davianna (a Rainha de Copas) antes de sua morte e também para apresentar a todos a sua filha (recém-encontrada) com a amante.
    Dinah a odiou, sentiu ciumes da beleza da Duquesa Vittiore (sua querida nova "irmã")  e raiva de seu pai pelo o que ele havia feito com a sua mãe.
    O Chapeleiro Maluco - Charles - também aparece na história como o irmão de Dinah, ele era 2 anos mais novo que ela. - O "louco" como era conhecido.
    Cheshire aparece como o Conselheiro do Rei de Copas, ele era alguém perverso e era quem Dinah sempre culpara pelo seu pai a odiar tanto depois que ele chegou ao Reino.
    Certo dia, Dinah sonha com algo estranho onde ela era a escuridão e o espelho em que ela estava em frente refletia isso, ao despertar do seu sonho arruma-se e vai para o banquete onde recebe junto com seu prato com uma fatia de pão de frutas vermelhas rabiscado em letras cursivas coma-me e encontrou um minúsculo frasco de vidro com um pequeno papel que dizia "Faina Baker, as Torres Negras." Ela não sabia o que aquilo significava mas estava ansiosa para descobrir.
    Ela então vai a Caixa e conta tudo sobre este dia para seu melhor amigo de infância, Wardley - quem ela pensava que algum dia seria seu grande amor - depois de tanta insistência de Dinah eles marcam um dia para irem descobrir quem era Faina Baker e o que ela estava fazendo nas Torres Negras sem que nenhuma Carta descobrisse.
    Dois meses depois daquela conversa chega o grande dia da Princesa ir as proibidas Torres Negras o local onde as Cartas de Paus mantém presos as piores pessoas com diferentes tipos de crimes cometidos dentro do País das Maravilhas. Wardley se vestiu como uma Carta de Paus e Dinah como uma empregada Real para não serem reconhecidos.
    Ao chegarem, entraram na Torre errada e tiveram de ir para a sétima Torre. Depois de sua caminhada para chegar na Torre certa ela conseguiu encontrar Faina, e ela disse a Dinah vários enigmas que não conseguiu desvendar de imediato.
    Dois meses se passaram depois de ter ir as Torres Negras e ela estava muito entediada, não conseguia dormir sem pensar em Faina e em como ela era torturada lá e não conseguia acordar sem pensar em Faina também. Com isso Dinah estava a um mês da sua coroação onde finalmente ela se tornaria a Rainha de Copas, depois de cumprir todos os seus deveres do dia ela resolveu visitar Charles e ele mostrou a Dinah a coroa que ele havia recém-terminado para sua coroação. Ele estava fazendo a coroa havia anos e ela era a coroa mais linda de todas que o Reino inteiro havia visto, nunca teve nada parecido em toda a história da Corte Real e ao vê-la Dinah ficou sem palavras com tanta beleza em detalhes que seu irmão havia feito para ela. Wardley não falava com ela desde aquele dia e Dinah não sabia se algum dia voltariam a conversar.
     Um dia depois, enquanto andava sem saber por onde ia perdida em pensamentos Dinah acaba chegando perto demais dos aposentos do Rei onde ela não gostava de ir por não querer se esbarrar com seu pai. Mas ela não esbarrou com ele e sim com sua meia-irmã a Duquesa e depois de tanto que ela insistiu Dinah teve que aceitar tomar uma xícara de chá com Vittiore.
    No dia da execução Faina era uma das 9 pessoas que iriam arrancar as cabeças,  ela se debateu bastante antes de morrer mas antes se acalmou olhou para Dinah e sorriu.
    Poucos dias antes da coroação um estranho entra no quarto de Dinah, mas não a mata só ajuda. Ele conta que ela precisava urgentemente fujir do Castelo pois o Rei queria matá-la não de imediato antes ele iria dizer a todo o Reino que era ela que havia matado Charles para conseguir a coroa que tanto desejava sendo que foi o próprio Rei que matou o Chapeleiro Maluco. O estranho mandou ela fujir do castelo e ela fugiu. Mas antes ela voltou ao quarto do irmão e viu que era verdade, Charles estava morto, foi jogado pela janela olhando para o céu em uma noite sem estrelas, as duas pessoas responsáveis para cuidar dele foram mortos a facadas e para Dinah sobreviver ela teve de matar 2 Cartas de Copas.
    Quase ao amanhecer Dinah foi aos estábulos pegar o seu cavalo para poder fujir do castelo e encontrou Wardley, ele disse que ela não deveria fujir com um cavalo velho como o dela e muito menos com cavalos normais como os que estavam nesta parte do estábulo e que ela deveria usar para fujir com um cavalo que ela temia a vida inteira um dos Hornhooves, eles eram corcéis fieis, sedentas por sangue, guerreiros de sua propria escolha. O nome do Diabo Negro que ela montava era Morte. Ela sabia que iria morrer mas, preferia morrer pisoteada por um cavalo do que pelo seu próprio pai.
    Com Morte ela conseguiu sair do castelo e foi em direção da Floresta Retorcida e por lá ela ficou. Ela não sabia se algum dia seu pai a acharia ou se alguma Carta conseguiria rastreá-la mas ela não se importava mais. "Dinah pegou sua espada e, assim, a ex-princesa do País das Maravilhas e seu corcel negro demoníaco desapareceram para dentro da Floresta Retorcida, deixando nada para trás além de uma falsa trilha e o distante sopro de uma coroa."


Posts Relacionados

14 Respostas

  1. Bem, já tinha pensado que o assunto desse livro falava sobre a Alice no Pais das Maravilhas por causa do titulo.
    Mais eu não sabia o quanto incrível era história.

    http://lendo-no-jardim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também havia pensado nisso logo que li o título, mas depois que li realmente vi o verdadeiro assunto por trás disso tudo!

      Excluir
  2. Adorei, vou procurar por esse livro :D :D
    Muito lindo aqui, que layout é esse? Maravilhoso! Parabéns, já estou seguindo.
    Me segue de volta? Estou começando um blog novo ;)
    http://tententender-me.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por todos os elogios, procura mesmo vale a pena!

      Excluir
  3. Quando li o título e vi a referencia ao clássico, logo bateu a vontade de ler. Aos poucos fui ficando surpresa o quanto a leitura é prazerosa e me prendeu. As aventuras e desventuras da personagem nos leva a sonhar e visitar um País das Maravilhas mostrado de uma forma diferente, porém engraçado e com muitas cores. Vale a pena a leitura. Danih.... !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que bom que gostou da resenha, agradeço bastante, é ótimo saber o que minhas palavras causam nas pessoas e ainda mais em você. Que bom que gostou agradeço por ler! Beijos e volte sempre!

      Excluir
  4. menina q blog mais lindo amei parabens... ultimamente meu tempo pra ler esta bem escasso ..mas gostei da resenha e assim q puder vou procurar essse livre..bjokaaaas

    www.divinabelezamulher.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor, espero que possa lê-lo em breve, beijocas!

      Excluir
  5. Oi carol tudo tbm passei para te conhecer e conhecer seu blog, confesso que meu gosto por leitura é bem diferente, mas achei este livro muito interessante, tem uma historia emocionante, e me chamou muito a atenção a historia dele. Achei que vc escreveu muito bem, e resenhou maravilhosamente bem, parabens.
    http://clubedabelezaemaquiagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lia, me sinto honrada por querer me conhecer e o blog também! Que bom que gostou da resenha me esforço cada dia mais para fazer esse trabalho continuar funcionando.

      Excluir
  6. Também sou apaixonada por livros e quando li o titulo do post já bateu vontade de ler rsrsrs, amantes da leitura sabem bem o que é isso. Seu blog ta lindo, parabéns! Também tenho um blog, vou deixar o link, fique a vontade pra visitar. Beijos!

    Blog - www.loolyta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me senti da mesma maneira quando vi este livro na Leitura, sei como é ser uma amante dos livros. Obrigada e beijinhos.

      Excluir
  7. Amei a resenha,quando tiver um tempinho vou ler!! Estou in love pelo seu blog,parabéns <3

    http://www.marinafrr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio, que bom que gostou agradeço por isso!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.

Se inscreva na Newsletter

Curta-nos no Facebook